Ordem dos Fantasma é Condenado



Eucajus enviou-me dezenas de emails que condenavam seu texto ao lixo, ao fogo e ao inferno. O que me leva a questionar: O que é arte? E por que ela nos domina de modo tão avassalador? 

Um dos mais sugestivos pensadores a se debater nessa questão foi o filósofo e dramaturgo alemão Friedrich Schiller. Ele distingui dois lados da natureza humana: o primeiro, que ele chama de estado sensível, se refere a uma dimensão espontânea, emocional, comum a criança; a segunda, designada como estado de razão, perspectiva racional, ordenada e lógica em relação ao mundo adulto.

Para compreender a poesia em Ordem dos Fantasmas precisamos ser capazes de envergar a alma da criança como se fosse uma capa mágica, e admitir a superioridade da sabedoria infantil sobre a do adulto.

Portanto, sugiro aos críticos ferrenhos que releiam a penúltima historinha do capítulo As Gravações, aquela sobre o “Julgamento”.

O envio de tais emails para mim, tinha o objetivo de provar o acerto da sua intuição. Acredito que após ler a historinha perceberão que ao autor já esperava essas criticas e esse julgamento! Mais por favor, não confundam, quem morreu na cruz foi Jesus! Crucificado e desnudo! Entenderam? Não! Explico: Eucajus é o pseudônimo de Eugênio Carlos de Jesus!


Mauricio Fabris Susin