Os Mestres da Ordem



Mikhail Mikhailovich Bakhtin
No diálogo existem massas imensas e ilimitadas de sentidos esquecidos, mas em determinados momentos do sucessivo desenvolvimento do diálogo, em seu curso, tais sentidos serão relembrados e reviverão em forma renovada (em novo contexto). Não existe nada absolutamente morto: cada sentido terá sua festa de renovação. Questão do grande tempo.

Jacques Derrida
É preciso falar do fantasma, até mesmo ao fantasma e com ele! Os fantasmas nos endereçam questões, nos convocam à ação. Mas é preciso lembrar que o fantasma não existe enquanto tal. Há inúmeros fantasmas que nos rondam, mas essa manifestação também é paradoxal: o fantasma é sempre mais de um, uma multiplicidade de convocações que nos chegam a cada momento; mas ele também é sempre menos que um, pois, por ser espectral, não pode chegar a configurar uma unidade, uma identidade. Isso quer dizer apenas que é preciso se deixar tomar e levar por esse hospede estrangeiro. O problema é que o pensamento metafísico não sabe lidar com o fantasma, ele precisa estar sempre seguro (categórico, objetivo, analítico, coerente, coeso, etc.) não consegue lidar com a radical alteridade totalmente outra. Para tanto, ele cria diversas maneiras de tentar aprisionar os fantasmas, mas sem nunca admitir que essa prisão seja sempre precária e provisória. E ainda mais, chamando essa violência de "verdade"!

David Hume
É através da associação que idéias e impressões afetam a mente e se ligam de modo coerente graças aos efeitos de relações naturais, encontrando uma ordem e uma articulação. Pra mim, à associação de idéias é "o cimento do universo".

Claude Lévi-Strauss
O pensamento inconsciente ou "selvagem", diferentemente do pensamento conceitual, seria puramente operatório. Não sendo reflexivo, ele não se formaliza, e por essa razão utiliza qualidades sensíveis como conceitos, inclusive para resolução de problemas que poderiam ser considerados científicos ou filosóficos. O pensamento "selvagem" não é o pensamento dos selvagens; ele também é dos indivíduos que pertencem a civilizações avançadas, quando eles não recorrem ao pensamento abstrato ou "domesticado".

Conde de Shaftesbury 
A mera memória de fatos acontecidos no passado não é suficiente para assegurar-me do que sou. Sem algo que ligue e estabeleça a relação entre várias lembranças desconexas, não poderia dizer que elas são minhas e que pertencem ao mesmo eu. Se a loucura é caracterizada por um desconhecimento de si por uma dificuldade de reconhecer aquilo que lhe é próprio, é porque de algum modo o paciente tem dificuldades em unificar suas diferenças e formar um eu idêntico. 

Paul Ricoeur
Um sujeito que não é o "eu" de uma representação dada a si mesmo como ponto de partida, mas um sujeito que se descobre como "si-mesmo" ao ponto de chegada de um longo percurso, pela retomada reflexiva de suas ações e criações. É evidente que entre o ponto de partida e o ponto de chegada há um processo, há um tempo que passa e que tudo transforma. Já não é o mesmo quando partiu, no entanto, ainda é ele mesmo.

Ludwig Wittgenstein
Há um eu que é uno e que dá unidade a nossa representação do mundo, o eu que pensa, isto é, que representa, mas esse eu não pode ser tema da psicologia, a começar por ter a propriedade curiosa de não existir!

Bertrand Russell
O que está na base do hábito é o instinto. O instinto é exatamente aquele tipo de movimento que independente de experiências prévias. O instinto é a força motriz do processo de hábito. Como é o hábito que nos possibilita o aprendizado da linguagem, assim nosso aprendizado é instintivo.

John Locke
Operações da mente como percepção, retenção, discernimento, comparação, composição, nomeação e abstração também são ideias simples, mas é a partir desses atos simples e irredutíveis que se formam todas as nossas ideias mais complexas, refletir sobre elas é o primeiro passo rumo a descoberta do que quer que seja. 

Alexander Neill 
A educação deveria trabalhar basicamente com a dimensão emocional, para que a sensibilidade ultrapassasse sempre a racionalidade.

Michel de Montaigne
Não aceito dogmas nem, sobretudo, a lógica que a religião costuma imputar aos desígnios divinos. Daí que só resta ao ser humano voltar-se para si, porque as únicas certezas que tem de antemão se referem aos limites do corpo e à inevitabilidade da morte. Sobre o mundo exterior, a melhor atitude é comportar-se sempre como um estrangeiro em seu primeiro dia numa terra estranha - pelo menos evitam-se as idéias preconcebidas e legitimadas apenas pela tradição. 

Paulo Freire 
O saber é visto como uma doação pelos que se julgam seus detentores. Uma escola alienante, fundamentalmente reside em matar nos educandos a curiosidade, o espírito investigador, a criatividade. A escola conservadora procura acomodar os alunos ao mundo existente. A verdadeira educação tem a intenção de inquietá-los.

Antonio Gramsci 
Hegemonia é o domínio de uma classe social sobre o conjunto da sociedade. O domínio se caracteriza por dois elementos: força e consenso. A força é exercida pelas instituições políticas e jurídicas e pelo controle do aparato policial-militar. O consenso diz respeito, sobretudo à cultura: trata-se de uma liderança ideológica conquistada entre a maioria da sociedade e formada por um conjunto de valores morais e regras de comportamento. Ou seja, toda relação de hegemonia é necessariamente uma relação pedagógica, isto é, de aprendizado. Conquista-se as mentes, depois o poder!

Edgar Morin
Um pensamento crítico sobre o próprio pensar e seus métodos, implica sempre voltar ao começo. Não se trata de círculo vicioso, mas de um procedimento em espiral, que amplia o conhecimento a cada retorno e, assim, se coaduna com o fato de o homem ser sempre incompleto - o aprendizado é para toda a vida. 

Pierre Bourdieu
No jogo de dominação e reprodução de valores à incorporação de uma determinada estrutura social pelos indivíduos, influi em seu modo de sentir, pensar e agir, de tal forma que se inclina a confirmá-la e reproduzi-la, mesmo que nem sempre de modo consciente. É o caso da maneira como cada um lida com a linguagem. Tudo que a envolve - correção gramatical, sotaque, habilidade no uso de palavras e construções, está fortemente relacionado à posição social de quem fala e à função de ratificar a ordem estabelecida. Todas essas ferramentas de poder são essencialmente arbitrárias, mas isso não costuma ser percebido. Isso explica por que é tão difícil alterar certos padrões sociais: o poder exercido em campos como a linguagem é mais eficiente e sutil do que o uso da força propriamente dita. 

Florestan Fernandes
A educação e a ciência têm, potencialmente, uma grande capacidade transformadora. Por isso, a elite teima em controlar a educação para manter a maioria da população culturalmente alienada e afastada das decisões políticas. O sucateamento da escola, com péssimas condições de trabalho e estudo, faz parte da tentativa de sufocar a democratização da sociedade por meio da restrição do acesso à cultura e à pesquisa.

Roland Barthes
Texto de prazer: aquele que contenta, enche, dá euforia; aquele que vem da cultura, não rompe com ela, está ligado a uma prática confortável da leitura. Texto de fruição: aquele que põe em estado de perda, aquele que desconforta (talvez até um certo enfado), faz vacilar as bases históricas, culturais, psicológicas do leitor, a consistência de seus gostos, de seus valores e de suas lembranças, faz entrar em crise sua relação com a linguagem.

Walter Benjamin
Não se trata de tentar alcançar uma lembrança exata de um momento do passado, como se esse fosse uma substância imutável, mas de estar atento às ressonâncias que se produzem entre passado e presente, entre presente e passado.

Carl G. Jung
Enfim, não é apenas o passado que nos condiciona, mas, também o futuro, que muito tempo antes já se encontra em nós e lentamente vai surgindo de nós mesmos.